Se você chegou até aqui, parabéns!

 

Um dos grandes segredos para ter sucesso é a curiosidade e o interesse em aprender, e isso você demonstra ter bastante.

 

Nós do Estúdio MED também fizemos a nossa parte e separamos algumas das perguntas mais comuns que já recebemos (e possivelmente pode ser a sua)

Ainda na dúvida? Leia aqui

Branding, de forma resumida, é o processo de construção de uma marca. Porém, vamos desenvolver melhor para você entender 100%. BRAND em inglês é MARCA, vem de MARCAR, ou melhor, diferenciar. Nessa linha de pensamento, trazendo para a sua marca pessoal e/ou consultório, é imprescindível destacar os pequenos detalhes, exaltando os seus pontos de diferentes dos concorrentes, pois são eles que irão marcar a experiência do seu cliente. Sendo assim, essa é a nossa missão.

É toda a estrutura de ações desenvolvidas para captar novos pacientes e, ao mesmo tempo, tornar a sua imagem mais relevante no mercado. É muito importante entender que o Branding “arruma a casa”, isto é, gerencia toda a sua identidade e o Marketing “convida as pessoas para entrar”. Essa metáfora é para mostrar que, você como médico empreendedor, deve ter a sua imagem bem posicionada no mercado e, ao mesmo tempo, ter estratégias para cobrar um valor mais alto nas consultas e, também, conseguir mais clientes. Dessa forma, a sua marca pessoal é muito importante para mostrar e valorizar quem você é, além da medicina e potencializar a sua reputação, ajudando em momentos de gestão de crise.

Sem dúvidas! Um cenário muito comum dos médicos é quando começam a investir em sua marca pessoal ou trabalho em consultórios, hoje em dia, é mais do que necessário investir em marketing para você se tornar referência dentro da área desejada (não apenas deixar acontecer) e viabilizar a medicina que acredita. Além disso, aumentar a captação de novos clientes e trabalhar sua marca pessoal. O nosso conceito autoral, Medical Branding, diz perfeitamente o motivo: Ajudamos outros médicos a potencializarem seus negócios, equilibrando suas identidades profissionais com suas identidades individuais. Além disso, podemos afirmar que, ao se formar da residência, muitos médicos.

O médico pode vender, porém não no estilo “Hard Sell” (vendas agressivas). Vale lembrar que você não vende saúde, mas sim, proporciona o caminho para atingir o bem-estar. É nesse ponto que a gente está inserido, auxiliamos você a desenvolver a sua imagem offline e online, seja para captação de novos clientes, seja para o fortalecimento dos atuais.

Todo o nosso trabalho é desenvolvido respeitando as regras do Conselho Federal de Medicina. Sendo assim, listamos algumas das principais diretrizes impostas que são nosso ponto de partida em qualquer projeto:

  1. “A participação do médico na divulgação de assuntos médicos, em qualquer meio de comunicação de massa, deve se pautar pelo caráter exclusivo de esclarecimento e educação da sociedade, não cabendo ao mesmo agir de forma a estimular o sensacionalismo, a autopromoção ou a promoção de outro(s), sempre assegurando a divulgação de conteúdo cientificamente comprovado, válido, pertinente e de interesse público…”;
  2. “É expressamente proibido a divulgação de fotos – mesmo com a autorização do paciente – que mostram os resultados pós-procedimento realizado pelo médico…”;
  3. “Selfies em situações de trabalho e atendimento são proibidas pelas regras de publicidade médica.”.

Não existe receita de bolo, o fato é: autoconhecimento, objetivo e constância. Temos como meta, criar o arquétipo de cada cliente para, assim, desenvolver um plano de comunicação personalizado. Nessa linha de raciocínio, é válido dizer que todo profissional tem um diferencial e, exaltá-lo é a chave para o sucesso.

Poderíamos falar o número de clientes que trabalhamos, porém não achamos que isso é o mais importante nessa pergunta. Gostamos de ressaltar que, um de nossos objetivos é criar uma relação de confiança e orientação entre a equipe responsável e o médico, para planejar e criar a melhor marca pessoal já vista. Dessa forma, os resultados são muito mais incríveis e o trabalho mais leve.

A resposta é “NÃO”! Acreditamos que a construção de uma medical brand deve ser feita à quatro mãos: nós e você, médico. Para a sua marca conseguir expressar sua essência, seu propósito enquanto médico e ter realmente a sua cara, é necessário que haja uma troca, transparente, entre todos nós, porque ninguém melhor do que você para conhecer seus traços e personalidade. Além disso, por mais que nós entremos com toda a nossa expertise em marketing, em branding, em publicidade, que a gente desenvolva toda a parte estratégica e auxilie ele a colocá-la em prática, dependemos de você para seguir nossas diretrizes e recomendações para que tenha resultado.

Antes de iniciarmos a etapa de desenvolvimento da sua marca pessoal, estudaremos, em conjunto, todo o ambiente em que atua. Como assim? Vamos analisar as suas características pessoais e profissionais, o público que atua ou quer atuar e a região geográfica de trabalho. Assim, vamos compreender toda a sua estrutura organizacional e, também, o seu diferencial no mercado (que é o ponto principal que iremos focar na comunicação). Vale lembrar, também, que iremos trabalhar os gatilhos mentais, as quais são ferramentas poderosas de marketing. Toda decisão de compra é tomada em nível emocional e justificada pela razão, então primeiro temos que alcançar a emoção e depois, justificar a decisão, ou seja, emoção gera vendas, vendas são consultas, procedimentos etc. Porém, para isso, é preciso, na sua comunicação, ser íntegro, sincero, amar o que você faz, se preocupar com os seus pacientes, se conectar com eles, se importar com eles e ter um propósito.

Nossa equipe ensina diversos métodos de gestão de tempo, como por exemplo: Técnica Pomodoro, Método Kanban, entre outros. Tudo isso para mostrar a você que sua marca pessoal é um recurso fundamental de trabalho, parte importante na sua jornada para o sucesso no consultório, que vai te permitir cobrar mais caro na consulta e ficar cheio de pacientes.

O medo de falhar é algo muito presente na vida das pessoas, mas que deve ser eliminada o mais rápido possível. Nós temos umas dicas que auxiliam a sua jornada para vencer, basta você inserir na sua rotina, de uma forma natural:

1. Esteja em dia com a sua saúde mental;
2. Pratique atividades físicas;
3. Se alimente bem [clichê falar isso pra médico, né? rs]
4. Desenvolva hobbies;
5. Tire um tempo para você;
6. Filtre as informações que consome;
7. Vibre com pequenas conquistas;
8. Descanse sua mente;
9. Pratique o autoconhecimento;
10. Estude muito. Se interesse. Seja autodidata;
11. Aplique os conceitos e as ideias que tiver!;
12. Curta o processo. Nossa vida toda é sobre ele;
13. Se falhar em uma etapa, não tem problema! Volte uma casa e recomece.